Iguais…

28 02 2008

– Eu já falei por que lhe gosto tanto?
– Não!
– CARÁTER!!!
– Hãn?
– Ambos o temos demais. Talvez a um ponto que nos incomode que isso falte tanto nas pessoas…
– É…
– E só quem o tem, realmente sente a angustia de vê-lo não ser honrado em determinadas situações, mesmo que não seja o seu próprio posto em check. Enfim… Obrigado por tê-lo!

Anúncios




Um dia Nós…

28 02 2008

Escrevo poemas
que falam de mim

Escrevo poesias
que falam de você

Espero um dia escrever
rabiscos que falem de nós!





Qualquer semelhança é mera coincidência…

27 02 2008



“[…]
uma noite longa
pra uma vida curta
mas ja nao me importa
basta poder te ajudar

e são tantas marcas
que já fazem parte
do que eu sou agora
mas ainda sei me virar

eu tou na lanterna
dos afogados
eu tou te esperando
vê se não vai demorar!”

Trecho de “Lanterna dos afogados – Os paralamas do sucesso”






– Eu estou indo. E você… vem comigo?
– Para onde?
– Para a felicidade!
– Mas… Onde fica?
– Perto… bem perto…
– Você me ajuda?
– Não, eu te amo!
– Você me guia?
– Não… eu só te amo! Basta?
– Não sei.
– Eu sei.
– De que vale isso pra você agora?
– Vale tudo e não vale nada!
– Mesmo depois de tudo?
– Mesmo depois de nada.
– O que faço então?
– Fecha os olhos.
– Pra quê?
– Fecha os olhos e lembra de mim!
– Pronto… E agora?
– Agora eu preciso me calar.
– Mas por quê?
– Todas as respostas já estão com você.
– E agora você vai pra onde?
– Eu só te espero. Não demora…


Trecho texto Avessos por Vinícius Alves





“eu tou te esperando
vê se não vai demorar…”







Delírio…

26 02 2008

Agora eu vivo existindo
fazendo personagens que lembram a mim mesmo
Vivo de algo que acredito
Me fodo por algo que acredito

Não sei até quando irei
Me perguntei outro dia:
mas e se o rio secar…
eu vou continuar o caminho como?

As idéias estão estranhas dentro da minha cabeça
não sei se por conta da enfermidade
não sei se por conta da paixão
mas estou ardendo por dentro!

Sem mais…
fico por aqui
escrevendo versos medonhos e
enfermos!





Perdida…

26 02 2008

Me perco em vários lugares
Em várias camas
carros e bares!

Me perco de você
me encontro em você
me guio pela lua…

E só!





Continuando a viver…

24 02 2008

“Nem por você
nem por ninguém
eu me desfaço dos meus planos
quero saber bem mais
que os meus 20 e poucos anos…”

E eu tenho 19 anos!





O show tem de continuar…

24 02 2008

A mente se acalmou mais… o coração também…
O vontade transbordou, aconteceu…
A satisfação ainda é um X na equação…
Não vou julgar, pois sei que vários pratos ainda entrarão nessa conta…
Só espero não pagar caro no final!

O show [da vida] tem de continuar!