Mas eu tenho que voar…

12 02 2008

Posso até estar em busca de uma página em branco para escrever, mas não me importo de deixar bilhetes e poemas breves em algumas já escritas… Talvez o que importe realmente não seja o tamanho do recado, mas a sua intensidade, a forma ele irá tocar.

Só quero viver… só preciso voar… ser livre, até mesmo para poder e querer amar!



Meu corpo canta uma canção agora:



Aeromoça – Daniela Mercury / Gabriel Povoa

posso até deixá-lo tomar conta dos meus lábios
posso até guardá-lo em meu corpo pra que me aqueça
posso ouvir os teus anseios e lutar por eles também
mas eu tenho que voar
posso até sentir ciúmes, não vou mentir
posso amá-lo tantas horas quanto resistir
e até mudar a cor do quarto se quiser
mas eu tenho que voar
mas eu tenho que voar, amor

posso até deixá-lo se embaraçar nas minhas pernas
e invadir minhas horas sem licença
posso até chorar sem tua presença
mas eu tenho que voar
serei a tua amante de todos os portos
a mulher que te faz todas as vontades
a moça da aldeia que te olha sem maldade
posso até ser tua pela eternidade
mas eu tenho que voar
tenho que voar, amor

Anúncios

Ações

Informação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: